O Laboratório de Ecofisologia e Fisiologia Evolutiva (LEFE) tem como objetivo pesquisar a natureza da variação fisiológica em contexto ecológico. Tal variação é perceptível desde os ajustes individuais até os processos de cunho evolutivo e o seu entendimento, portanto, requer estudos em diferentes níveis de organização que integram conceitos em fisiologia, ecologia e evolução. toninho-formigaspeque Os projetos de pesquisa mais tradicionais do LEFE envolvem a contribuição dos ajustes fisiológicos e comportamentais para a expansão distribucional de vertebrados ectotérmicos, particularmente no contexto da colonização de novos ambientes ao longo de gradientes ecológicos. Mesmo se esta linha de pesquisa é ainda central na vida acadêmica do LEFE, novas nuances tem ganho destaque recentemente. É evidente que um dos mais importantes e urgentes desafios da fisiologia integrativa é entender a natureza dos efeitos diferenciais das mudanças climáticas sobre diferentes espécies, e este é um problema geral de pesquisa que tratamos no mais recente projeto aprovado pela FAPESP, no 100_0019contexto do Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais.Este projeto é intitulado Efeitos das Mudanças Climáticas Globais sobre a Fauna Brasileira: uma abordagem em fisiologia da conservação (Título original: “Effects of global climate change of the Brazilian fauna: a conservation physiology approach”).